Primeira-dama inaugura Carreta da Saúde da Fleximedical, em Brasília

Na tarde de ontem (21), a primeira dama Michelle Bolsonaro e o ministro de Ciência, Tecnologia e Inovações, Marcos Pontes, realizaram a inauguração da Unidade Móvel desenvolvida pela Fleximedical, para a mobilização da campanha #500VoluntáriosJá, no bairro Ceilândia, em Brasília.

Comprometida no enfrentamento da pandemia do novo coronavírus que causa a Covid-19, a Fleximedical não tem medido esforços para criar soluções de saúde ágeis e eficientes. Além das unidades para triagem, testagem, exames como os de tomografia, também estamos fornecendo unidades para o Governo Federal realizar estudos clínicos em diversas cidades.  As Carretas da Saúde, que já foram montadas em São Caetano (SP), Bareuri (SP), Sorocaba (SP), Bauru (SP), São Caetano do Sul (SP) e, agora no Distrito Federal, auxiliam no projeto que tem por objetivo a realização de estudo clínico com o medicamento nitazoxanida.

De acordo com pesquisadores do Centro Nacional de Pesquisa em Energia e Materiais, vinculado MCTI, foram identificados cinco medicamentos com potencial para combater a replicação do novo coronavírus. Segundo eles, a nitazoxanida reduziu em 94% a carga viral em células infectadas “in vitro”.

Na ocasião, que contou com representantes da Fleximedical, além do secretário de saúde de Brasília, a primeira-dama ressaltou que “são necessários 500 voluntários para testar a eficácia do medicamento no combate à Covid-19. Vamos ajudar nosso país contra esse vírus. Você, voluntário, pode contribuir nessa pesquisa. Venha participar, rumo aos 500 voluntários. Com certeza sairemos muito mais fortes depois dessa pandemia”, declarou.

Por meio da utilização de inteligência artificial em testes com 2 mil fármacos, o Centro Nacional de Pesquisa em Energia e Materiais (CNPEM), organização social vinculada ao MCTI, identificou cinco remédios com potencial para combater a replicação do novo coronavírus. Um deles, a nitazoxanida.

Após a aprovação da Comissão Nacional de Ética em Pesquisa (Conep), o ministério deu início a dois protocolos de testes com o medicamento.

Sendo, o primeiro direcionado para pacientes com sintomas de pneumonia, e hoje é promovido em 21 hospitais em todo o país.

E, o segundo protocolo voltado a pessoas com sintomas iniciais de gripe. Com a participação de 500 voluntários os pesquisadores poderão publicar os resultados dos estudos e determinar a eficácia da nitaxozanida no tratamento da Covid-19.

Para solicitar unidades móveis como as Carretas da Saúde e outros dispositivos como esse, entre em contato conosco: comercial@fleximedical.net.

Fotos: BRENO ESAKI AGENCIASAUDE

Abrir WhatsApp
Solicite seu orçamento!